Crianças…

Almoço de domingo. Que beleza! A família reunida ao redor da mesa  e, como não podia deixar de ser, uma criança correndo ao redor de todos, sem parar quieta. Após muito esforço, Cristina, a mãe do Guilherme (que tem 3 anos) consegue convence-lo a ficar sentado, fingindo estar quietinho, olhando para o seu prato ainda vazio.

 

– Guilherme, querido. O que você vai querer comer?

– Nada!

 

Realmente… Temos ao menos que valorizar a honestidade da resposta, não é mesmo?

Muitos argumentos foram usados para tentar remover Guilherme de sua greve de fome:

– Mas você precisa comer! Faz bem, você fica forte!

Eu enfatizei:

– Tem que comer tudinho!

 

Não adiantou. No fim, ele ficou tomando uma mamadeira com Pepsi-Cola, brincando feliz da vida para seu prato vazio.

 

E o almoço seguiu. Após algum tempo, eu me declarei satisfeito. Minha tia Hilda, italiana dos pés a cabeça, se assustou por eu ter comigo “apenas” um prato cheio de massa:

– Mas tu não comeu NADA!!!! Come mais um pouco!

– Não tia! Estou de dieta (mentira, ou melhor, meia-verdade).

 

Foi então que o Guilherme largou sua mamadeira de Pepsi e falou:

– Come “Gilinei”… Come que tu fica forte!

E erguendo seu dedo minúsculo em minha direção, ele concluiu:

– Tem que comer tudinho, “Gilinei”!

 

Cai o pano (ou melhor, o pano desaba sobre minha cabeça)

 

Epílogo: quinze minutos após o fim do almoço:

– Manhê… Tem salgadinho?

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Causos

Uma resposta para “Crianças…

  1. Lisa

    Fofos, os dois. 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s