Astrologia e probabilidades

O renomado físico Carl Sagan, defensor incansável da Ciência, se preocupou muito nos últimos anos de vida com o aumento do obscurantismo no mundo. Seu sonho era assistir a um episódio de Arquivo X onde a explicação fosse algo perfeitamente científico, sem insinuação de inexplicáveis acontecimentos sobrenaturais. Assim, acho que podemos levar em conta o fato dele ter admitido que seres humanos possuem capacidade de movimentar objetos à distância. Ele disse que a capacidade é limitada e que o controle sobre a movimentação do objeto é fraca, mas admitiu que a telecinésia existe de fato.

Na semana passada, fiquei sabendo através de um programa da Discovery de algo ainda mais extraordinário. Vejam, a Discovery também é um canal de divulgação científica e a matéria em questão foi feita dentro de um laboratório de Londres, onde uma cientista mostrou os resultados do seu trabalho. Um computador gera números randômicos numa tela. Esses números podem ser pares ou ímpares e, naturalmente, passado algum tempo, a estatística de números pares e ímpares será próxima da casa dos 50%. Ok, acontece que alguns seres humanos, se concentrando, conseguem alterar essa estatística.

reparem que não se trata de mover uma bolinha numa mesa, trata-se de pensar seguidamente "par -par – par -par…" e esse simples pensamento fazer com que a incidência de pares seja maior que a de ímpares. A cientista admite que a mudança é baixa, coisa de 2 ou 3 pontos percentuais. No entanto, quero que entendam com o que estamos lidando aqui e, para isso, vamos apelar para uma das  maiores fontes de conhecimento do nosso tempo: história em quadrinhos.

John Byrne, grande roteirista de histórias dos Heróis Marvel, certa vez assumiu as histórias dos Vingadores. Naquele grupo, havia uma personagem que andava com maiozinho vermelho (bem mais bonito que o da Mulher-Maravilha) e que atendia pelo nome de Feiticeira Escarlate. John notou logo que o poder dela poderia ser explicado de uma outra forma e assim ela se tornou por algum tempo a personagem mais poderosa do universo Marvel. O poder dela? Alterar probabilidades. Ela olhava para um prédio e pensava: "qual a chance da estrutura desse prédio entrar em colapso exatamente agora?" Vamos supor que fosse 1 chance em 1.998.989.998.999. Ela se concentrava e a chance passava a ser 1:1 e o prédio desmoronava.

Eu fiquei cheio de perguntas quanto as pesquisas feitas em Londres. E se dois seres humanos juntos, pensando na mesma coisa, conseguirem alterar as probabilidades de modo maior que um só? E se isso funcionar não só para números pares-ímpares, mas também para eventos em geral? Não seria a comprovação científica da eficácia das duas famosas recomendações: "pense positivo!" e "não pense em desgraça senão você a atrairá!"?

Não seria também uma explicação para coisas aparentemente inexplicáveis como a astrologia? Não estou me referindo ao horóscopo do jornal, mas sim as características de cada signo. É impressionante como essas características costumam combinar com os nativos de cada casa zodiacal.

Aí, ou o fato de muitos acreditarem em astrologia altera a realidade e faz com que ela funcione ou a pessoa lê que deve ser egocêntrica porque é leonina e se torna egocêntrica. A única explicação, fora essas duas, seria os astros realmente enviarem energias especiais para os nascidos em determinados dias do ano, o que não me parece muito plausível, mas como ensina a boa mineira Strix: "nunca se deve sair de cima de um muro".

Enfim, eu não acredito em bruxas, mas que elas existem, existem. Por via das dúvidas, de hoje em diante, tentarei manter sempre uma atitude positiva em relação a vida.

"Megasena, megasena, megasena…"

Observações finais:

– Os fãs de Lost já devem ter notado como essa capacidade explicaria muitas coisas da série, não? Até mesmo uma sequência de números e um meteoro caindo numa lancheria…

– Durante uma conversa com uma psicóloga, acabei descobrindo o que faz o Teste das Cores funcionar! É a estatística! Eles simplesmente sabem que quem seleciona as cores naquela determinada sequencia está se sentido assim, assim  e assado porque milhares já responderam aqueles testes antes e revelaram para os entrevistadores como estavam se sentindo.

Acreditam nisso? Nós nos julgamos tão especiais, tão diferentes dos outros, mas quando estamos deprimidos, selecionamos 8 cores exatamente da mesma forma como outras pessoas deprimidas selecionam! "Tão desiguais, tão desiguais, todos iguais…" (Humberto Gessinger tinha razão!)

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Ciências

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s