Iron Man

Pessoal!

Li Eu Sou Ozzy, a biografia do Iron Man Ozzy Osbourne. Olha, o homem só pode mesmo ser feito de ferro, pois não dá para se encontrar nenhum outro motivo para o vocalista original do Black Sabbath ainda estar vivo numa altura dessas. Foram décadas abusando de todo o tipo de droga. Um estudo recente demonstrou que, além de ter DNA de Neanderthal, Ozzy ainda por cima alterou seus genes devido aos abusos químicos.

Tudo está lá, retratado com o maior bom humor e também com frieza, sobretudo nas partes trágicas. Ozzy teve a coragem de solicitar ao seu ghost writer que não amaciasse em nada. Certamente, trata-se de um livro que pode servir de alerta para muita gente. Ao invés da tradicional linguagem do “não faça isso meu filho“, Ozzy conta a coisa desse outro jeito: “Eu fiz isso, meu filho, e cheguei num ponto onde eu não conseguia chegar ao banheiro sem me sujar completamente no caminho“.

Passeiam pela biografia vários personagens ilustres do Rock, tais como Eric Clapton, Jimmy Page e até a Madonna, que começou a carreira como corista em um dos clipes do “homem que comeu um morcego”.

O mais espantoso para mim, além do fato dele ainda estar vivo, foi descobrir que Ozzy idolatra uma certa banda de Liverpool… Sim, isso mesmo! Ozzy é beatlemaníaco e admite que só resolveu seguir carreira na música porque “aquele bando de rapazes, gente como nós, provou que era possível“.

O produtor dos discos do Ozzy também trabalha para o Paul McCartney. Então, certo dia, Ozzy escutou um trecho que uma música e disse para o seu produtor:

“Ei, que música boa! Vamos roubar!”

“Não podemos, Ozzy. Essa música é do meu outro chefe…”

Ozzy desistiu imediatamente da ideia e, dias depois, recebeu um email de uma linha:

“Obrigado por não roubar a minha música, Ozzy!”

 Claro que o e-mail foi impresso e está emoldurado na parede da mansão Osbourne até hoje.

Bom, agora que já recomendei a biografia e já apresentei o homem, vamos à diversão!

Ozzy ficou com essa fama de “meio lesado” por conta das drogas. Por isso, vejam primeiro a entrevista que gerou a maior polêmica nos Estados Unidos.

A coisa toda foi parar no Super Bowl, no que foi considerado o melhor comercial do evento:

🙂

Vida longa ao Iron Man!

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Livros, Música, Vídeos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s